Samba Enredo

Presidente: Luis Carlos Magalhães
Carnavalesco: Paulo Barros
Enredo: “Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar"

Intéprete: Gilsinho

Compositores: Samir Trindade, Elson Ramires, Neyzinho do Cavaco, Paulo Lopita 77, Beto Rocha, Girão e J.Sales

VEM CONHECER ESSE AMOR
A LEVAR CORAÇÕES ATRAVÉS DOS CARNAVAIS
VEM BEBER DESSA FONTE
ONDE NASCEM POEMAS EM MANANCIAIS
RELUZ O SEU MANTO AZUL E BRANCO
MAIS LINDO QUE O CÉU E O MAR
SEMENTE, DE PAULO, CAETANO E RUFINO
SEGUE SEU DESTINO E VAI DESAGUAR

A CANOA VAI CHEGAR NA ALDEIA
ALUMIA MEU CAMINHO, CANDEIA
ONDE MORA O MISTÉRIO, TEM SEDUÇÃO 
MITOS E LENDAS DO RIBEIRÃO

CANTAM PASTORAS E LAVADEIRAS PRA ESQUECER A DOR
TRISTEZA FOI EMBORA, A CORRENTEZA LEVOU
JÁ NÃO DÁ MAIS PRA VOLTAR (Ô IAIÁ)
DEIXA O PRANTO CURAR (Ô IAIÁ) 
VAI INSPIRAÇÃO, VOA EM LIBERDADE
PELAS CURVAS DA SAUDADE
OH MAMÃE ORAYEYEO VEM ME BANHAR DE AXÉ ORAYEYEO

É ÁGUA DE BENZER, ÁGUA PRA CLAREAR
ONDE CANTA UM SABIÁ

SALVE A VELHA GUARDA, OS FRUTOS DA JAQUEIRA
OSWALDO CRUZ E MADUREIRA
NAVEGA A BARQUEATA AOS PÉS DA SANTA EM LOUVAÇÃO 
PARA MOSTRAR QUE NA PORTELA O SAMBA É RELIGIÃO

O PERFUME DA FLOR É SEU
UM OLHAR MAREJOU SOU EU
QUEM NUNCA SENTIU O CORPO ARREPIAR
AO VER ESSE RIO PASSAR

 

 

parceiros

G.R.E.S. PORTELA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS